Greve causa mais cancelamentos de voos na França

Dezenas de voos que aterrissariam ou decolariam dos principais aeroportos de Paris foram cancelados hoje pelo terceiro dia consecutivo. O motivo é uma paralisação dos controladores de tráfego aéreo do país, segundo autoridades do setor de aviação. Os voos domésticos no Aeroporto de Orly eram os mais afetados, com 50% deles cancelados. Já no Aeroporto Internacional Charles de Gaulle, a situação melhorou, e o terminal apresentava 15% dos voos cancelados.

AE, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2010 | 11h03

"Não há superlotação nos terminais, mas esperamos atrasos", disse um porta-voz do operador de aeroportos da capital, o Aeroports de Paris. O funcionário pediu aos passageiros que primeiro chequem com suas companhias aéreas antes de seguir para o aeroporto.

Líderes sindicais do controle de tráfego aéreo se reuniram com o ministro de Transportes francês no fim da noite de ontem. Depois disso, afirmaram que a greve continuará até que eles recebam garantias adequadas sobre o futuro status da categoria.

A paralisação foi convocada em protesto contra um plano para uma fusão entre o controle de tráfego aéreo francês e o de cinco países vizinhos. Os trabalhadores do setor temem perder com isso parte de seus benefícios, vistos como generosos na França. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.