Greve de controladores de voo da França chega ao 4º dia

Dezenas de voos nos principais aeroportos de Paris foram cancelados hoje, no quarto dia da greve dos controladores de voo franceses, informaram autoridades da aviação à agência France Presse. As operações domésticas do aeroporto de Orly foram as mais afetadas, já que metade delas foram canceladas. No aeroporto internacional Charles de Gaulle, 15% dos pousos e decolagens não ocorreram. A greve pode ser encerrada amanhã.

AE, Agencia Estado

26 de fevereiro de 2010 | 14h02

A empresa Air France-KLM informou que vai conseguir operar todos os seus voos de longa distância, mas previu problemas em voos domésticos e para outros países da Europa. "É mais ou menos a mesma situação de quinta-feira", disse um porta-voz do operador dos aeroportos da capital do país, o Aéroports de Paris (ADP), pedindo aos viajantes que entrem em contato com a empresa aérea antes de se dirigiram ao terminal.

Representantes do sindicato dos controladores aéreos se reuniram com o ministro dos Transportes francês na quarta-feira, mas posteriormente afirmaram que a greve vai continuar até que eles recebam garantias sobre o status futuro de seus empregos. A greve tem o objetivo de protestar contra um plano de fusão do controle aéreo francês com o de cinco países vizinhos, uma proposta que os controladores temem que resulte na perda de suas condições de trabalho. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.