Greve de equipes de resgate pára aeroporto de Bruxelas

A maioria dos vôos que chegavam ou partiam do aeroporto de Bruxelas foram prejudicados nesta sexta-feira, 13, por causa de uma greve de trabalhadores de resgate em um dos dias mais atarefados do ano, disse um porta-voz do aeroporto. O departamento de bombeiros entrou em greve às 6h (horário local) em um protesto por melhores salários, forçando o desvio dos vôos que se dirigiam ao aeroporto e o atraso ou cancelamento dos aviões que partiriam até nova ordem. "O aeroporto não está fechado, mas na realidade, já que não há departamento de bombeiros, a maioria das companhias aéreas não está voando", disse o porta-voz Jan Van der Cruysse. Ele disse que o aeroporto de Bruxelas está calmo, mas que há muitos vôos programados para o final do feriado da Páscoa, neste final de semana. "Está um pouco calmo agora, mas é provável que fique um pouco agitado", disse Van der Cruysse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.