Greve de rebeldes maoístas paralisa o Nepal

Uma greve geral convocada pelos rebeldes maoístas do Nepal paralisa o país pelo segundo dia consecutivo. A greve foi declarada em comemoração ao sexto aniversário da insurgência. Ontem, os rebeldes jogaram uma bomba em um ônibus cujo motorista se recusava a aderir à paralisação. Cinco pessoas morreram, inclusive uma menina de oito anos. O exército informou ter assassinado 37 rebeldes, ontem à noite, em combates no distrito de Accham, a cerca de 600 quilômetros ao oeste de Katmandu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.