Greve de trens na Bélgica prejudica serviço pan-europeu

Uma greve de trabalhadores ferroviários belgas que será iniciada na noite desta terça-feira vai provocar a paralisação da rede de trens do país, assim como as conexões de alta velocidade das companhias Eurostar, TGV e Thalys, informou a operadora nacional do sistema ferroviário SNCB.

AE, Agência Estado

02 de outubro de 2012 | 15h21

Os serviços dos trens serão interrompidos às 18h (de Brasília) e retomados na manhã de quinta-feira, informou a operadora. A greve vai interromper os serviços de alta velocidade da TGV e da Thalys de Bruxelas para Londres, Paris, Amsterdã e Colônia. A Eurostar avisa em seu site que os serviços no país também serão interrompidos.

Sindicatos da categoria convocaram a paralisação para protestar contra os planos do governo belga de reorganizar as ferrovias, que seriam agrupadas em duas companhias, em substituição às três atuais. Os sindicatos querem a unificação das empresas.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.