Greve paralisa rede ferroviária na Alemanha

A maior parte da rede ferroviária da Alemanha foi paralisada neste sábado em meio a uma greve nacional de condutores de trens, que exigem aumento salarial e redução no número de horas trabalhadas.

Estadão Conteúdo

18 de outubro de 2014 | 11h14

Ontem, a empresa de transporte ferroviário Deutsche Bahn fez uma quinta proposta salarial aos condutores, mas a oferta foi rejeitada.

Menos de um terço dos trens continua em circulação na Alemanha, num fim de semana em que as férias escolares começam ou terminam em vários Estados do país, situação que gerou críticas generalizadas à atitude do sindicato que representa os condutores, conhecido como GDL.

A greve, que tem como alvo trens de passageiros, começou na manhã de hoje e deverá prosseguir até a madrugada de segunda-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhatrensgreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.