, O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2010 | 00h00

Uma nova onda de greves e protestos convocados por sindicatos contra a proposta do governo francês de aumentar a idade mínima para a aposentadoria prejudicou ontem o funcionamento dos transportes ferroviário e aéreo na França. Há duas semanas, trabalhadores haviam saído às ruas para protestar contra a reforma previdenciária, considerada fundamental pelo presidente Nicolas Sarkozy (foto) para conter os gastos no país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.