Gripe avícola em gato não aumenta riscos, garante OMS

O surgimento de casos de gripe avícola em gatos domésticos na Tailândia não aumentaria os riscos representados pelo vírus aos seres humanos, garantiu neste sábado a Organização Mundial de Saúde (OMS).O vírus disseminou-se pelo continente asiático e causou a morte de milhões de aves e pelo menos 22 pessoas. Nos arredores de Bangcoc, a doença também matou três gatos, informaram autoridades sanitárias tailandesas.Apesar da posição da OMS, veterinários vêm pedindo que as pessoas se afastem de seus gatos se eles viverem perto de granjas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.