Gripe: Espanha pede fim de beijos a estátua de Santiago

A Igreja Católica da Espanha passou a dar uma nova recomendação aos fiéis que viajam até a Catedral de Santiago da Compostela: não beijar a estátua do Apóstolo Santiago, o padroeiro espanhol. O anúncio tem o objetivo de frear a disseminação da gripe suína, que já matou 12 pessoas no país. "Nós não colocamos nenhum cartaz", disse José Maria Diaz, o deão da catedral. "Em vez disso, uma pessoa que fica perto da estátua, localizada atrás do altar, passa a mensagem". Agora, até mesmo a água benta com a qual os fiéis costumavam se benzer foi retirada da catedral da cidade da região da Galícia.

AE-AP, Agencia Estado

21 de agosto de 2009 | 20h45

Segundo Diaz, a medida é fruto de uma nova campanha do Ministério da Saúde que dá dicas de higiene sobre como conter a dispersão da gripe suína. Um dos conselhos é interromper o costume de se cumprimentar com beijos. No entanto, a própria ministra da Saúde, Trinidad Jimenez, não seguiu o conselho no dia que as medidas foram anunciadas, recebendo um colega com dois beijos antes de uma reunião sobre a gripe suína.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.