Gripe suína: Argentina teme faltar vacina para Mercosul

O ministro da Saúde da Argentina, Juan Manzur, admitiu temer que as vacinas contra a gripe suína elaboradas nos Estados Unidos e na Europa sejam compradas em sua totalidade pelos países do Hemisfério Norte. ?Esses países já encarregaram a maior parte dessas vacinas. Por isso, não sabemos qual será a disponibilidade de vacinas para a Argentina e os países da região?, disse. Segundo ele, antes de partir para a cúpula de presidentes dos países do Mercosul em Assunção, que ocorre hoje e amanhã, a presidente argentina Cristina Kirchner pediu à Organização Pan-Americana de Saúde (OPS) que os países da região possam contar com uma reserva de vacinas.

AE, Agencia Estado

23 de julho de 2009 | 09h22

Manzur declarou que conversará com os representantes brasileiros sobre a possibilidade de desenvolver uma vacina argentino-brasileira para combater a Influenza A (H1N1). ?Sei que o Brasil dispõe de infraestrutura?, afirmou. ?Estive conversando com o ministro da Ciência da Argentina, Lino Barañao, para avançar na produção de uma vacina, pois queremos compartilhar informações com os brasileiros e trabalhar de forma conjunta?, afirmou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaArgentinavacinaMercosul

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.