Gripe suína faz EUA decretarem estado de emergência

O governo dos Estados Unidos decretou ontem estado de ?emergência em saúde pública? para conter o avanço da gripe suína no país. Exames confirmaram que oito alunos de uma escola de Nova York contraíram o vírus durante uma viagem ao México. Outros 12 casos foram confirmados nos Estados da Califórnia (7), Kansas (2), Texas (2) e Ohio (1). Não houve mortes e os pacientes se recuperam bem. O Canadá também confirmou 6 casos da doença, nas províncias da Columbia Britânica e da Nova Escócia.

AE, Agencia Estado

27 de abril de 2009 | 08h40

Todas as pessoas doentes estiveram recentemente no México, onde o número de mortos pelo vírus pode chegar a 103. Estima-se que cerca de 1,4 mil pessoas tenham sido infectadas no país. É possível que o vírus tenha sido levado por viajantes também para outros continentes. Casos suspeitos estão sendo investigados em vários países, como Nova Zelândia, Espanha, França, Israel.

No sábado, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou risco de pandemia e classificou a situação como uma ?emergência de saúde pública que exige atenção internacional?. Vários países estão tomando medidas preventivas para alertar e monitorar viajantes que chegam do México. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
saúdegripe suínaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.