Gripe suína só ameaça 'favelas', diz executivo irlandês

O executivo-chefe da companhia aérea Ryanair, Michael O''Leary, disse hoje que a epidemia de gripe suína é um risco apenas para asiáticos e mexicanos "vivendo em favelas". O''Leary afirmou que os viajantes têm pouco a temer com o vírus e previu que o casal que está sendo tratado na Escócia pela doença, após passar a lua de mel no México, não corre riscos. "É uma tragédia apenas para pessoas vivendo em favelas na Ásia ou no México", afirmou o executivo irlandês.

AE, Agencia Estado

28 de abril de 2009 | 11h19

"Mas o casal em lua de mel de Edimburgo morrerá? Não, um par de Srepsils dará conta do recado", disse ele, referindo-se a uma marca de pastilhas para resfriado. O''Leary é acusado por alguns de fazer qualquer coisa por publicidade. Recentemente, foi alvo de críticas após sugerir que a Ryanair deveria cobrar os passageiros que usam o banheiro durante as viagens. A companhia não opera voos para o México. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaGra-BretanhaRyanair

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.