Gripe suína: Suécia, Reino Unido e China têm novos casos

A Suécia, o Reino Unido e a China confirmaram hoje novos casos de gripe suína. O Instituto Sueco para Controle de Doenças Infecciosas confirmou o terceiro caso no território nacional, enquanto a Agência de Proteção à Saúde britânica informou mais dois casos. Na China, o Ministério da Saúde afirmou que um caso da doença foi registrado em Pequim, de acordo com a agência de notícias estatal Xinhua.

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

16 de maio de 2009 | 13h54

Segundo a agência de saúde sueca, a mais recente vítima na Suécia é uma mulher na faixa dos 60 anos de idade, que visitou recentemente a cidade de San Diego, na Califórnia (EUA), que fica a alguns quilômetros da fronteira com o México. Os EUA e o México têm sido os países mais atingidos pela doença. A mulher, que sentiu apenas sintomas mais leves da doença, está agora completamente recuperada. O primeiro caso de gripe suína da Suécia foi confirmado no dia 6 de maio e o segundo, no dia 10. A agência de saúde sueca disse que não existem ligações entre os três casos.

Os dois novos casos de gripe suína no Reino Unido elevaram o total no país para 87, dos quais 47 foram registrados em Londres. As duas novas vítimas são adultas, uma da região Sudeste e outra do Leste do Reino Unido. A agência de saúde do governo britânico informou que uma pessoa infectada havia retornado de viagem, mas não informou de onde. A fonte da outra infecção ainda está sob investigação. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaOMS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.