GRU é agência secreta ''mais secreta'' de Moscou

A GRU, até então comandada pelo general Valentin Korabelnikov, é a maior agência de inteligência da Rússia, com funcionários espalhados por todo o mundo. O organismo também conta com milhares de forças especiais em território nacional e muitas delas participaram do conflito contra a Geórgia em agosto do ano passado. O serviço de espionagem foi criado em 1918 sob o comando de Leon Trotski. Na época, o órgão era responsável por todo o tipo de inteligência de Estado, atuando principalmente na coleta de informações fora da União Soviética que fossem relevantes politicamente. Hoje, a agência responde diretamente ao presidente e é considerada um dos órgãos mais secretos do país. Diferentemente das outras agências de inteligência russas como a SVR e a FSB - que foram criadas após o fim da KGB e o colapso da União Soviética -, a GRU não tem porta-voz nem site na internet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.