Grupo armado mata 2 soldados e seqüestra outros 4 no Irã

Uma emboscada contra soldados iranianos realizada por grupo armado deixou dois mortos outros quatro foram seqüestrados no sudeste do Irã, segundo declaração feita nesta quarta-feira, 28, pelo comandante a polícia local, Ismail Ahmadi.Este episódio aconteceu na última terça-feira, 27, na província de Sistão Baluchistão (sudeste), que faz fronteira com Afeganistão e Paquistão, e onde 13 pessoas morreram no dia 14 de fevereiro em um atentado com carro-bomba, disse Ahmadi para a emissora "Alalam".Ele também afirmou que os agressores conseguiram fugir para o Paquistão, enquanto lamentou a "falta de cooperação" de Islamabad com o Irã para enfrentar os grupos armados opositores ao regime xiita de Teerã, que "cruzam a fronteira para realizar ações de sabotagem" no Irã.Ele parecia estar fazendo referência à organização radical sunita "Yndolá" (Exército de Alá), que assumiu o atentado do dia 14, perpetrado com carro-bomba contra um ônibus no qual viajavam membros dos Guardiães da Revolução iraniana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.