Grupo armado sabota gasoduto no centro da Síria, diz agência

Equipamento fica perto da fronteira com o Líbano; não há informações sobre vítimas

Efe

30 de janeiro de 2012 | 09h13

CAIRO - A agência de notícias estatal da Síria disse que um "grupo terrorista armado" sabotou nesta segunda-feira, 30, um gasoduto nas proximidades da localidade síria de Tel Kalaj, perto da fronteira com o Líbano. De acordo com a Sana, o equipamento em questão transporta gás da província central de Homs à província de Latakia. Não foram dados mais detalhes.

 

Veja também:
especialMAPA: 
A revolta que abalou o Oriente Médio
mais imagens OLHAR SOBRE O MUNDO: Imagens da revolução
tabela ESPECIAL: Um ano de Primavera Árabe 

 

Não é a primeira vez que um gasoduto é alvo de um ataque desde o início dos protestos contra o regime de Bashar Assad, em março de 2010. O último foi dia 27 de dezembro, também na província de Homs. A região é cenário de enfrentamentos entre as tropas leais ao presidente Assad e militares desertores pertencentes ao Exército Livre Sírio (ELS).

 

Mais de 5 mil pessoas morreram na Síria desde o começo da revolta, segundo os últimos números da Organização das Nações Unidas (ONU), mas os opositores acreditam que o número de mortos supere os 6 mil. O regime de Damasco acusa "grupos armados terroristas" da responsabilidade pelos protestos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.