Grupo armado toma controle de cidade no Haiti

Um grupo armado de oposição ao governo tomou o controle da quarta maior cidade do Haiti, incendiou uma delegacia de polícia e libertou diversos prisioneiros em confrontos que resultaram na morte de quatro pessoas e deixaram outras 20 feridas. Membros da Frente de Resistência de Gonaives iniciaram o ataque pouco depois do meio-dia de quinta-feira na cidade de Gonaives, incendiando a residência do prefeito e, logo em seguida, uma delegacia. Segundo uma rádio haitiana, os policiais fugiram do distrito quando o incêndio começou.Pelo menos quatro opositores do presidente Jean Bertrand Aristide morreram em tiroteios com a polícia, disse o líder da Frente de Resistência de Gonaives, Wynter Etienne, à Rádio Vision 2000. Por sua vez, a Rádio Metrópole informou que 20 pessoas ficaram feridas e mais de cem detentos foram libertados do cárcere."Gonaives foi libertada", disse Etienne a jornalistas em Gonaives. "Aristide deve partir. Liberamos a delegacia e a população" do regime de Aristide, sentenciou. Segundo ele, a Frente de Resistência de Gonaives pretende agora tomar o controle de outras cidades. Mario Dupuy, porta-voz do governo haitiano, disse que os rebeldes não gozam do apoio da maioria da população de Gonaives, 110 quilômetros a noroeste de Porto Príncipe. Os ataques "são atos terroristas perpetrados pelo braço armado da oposição. A polícia adotará medidas para restabelecer a ordem".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.