AP / Boris Grdanoski
AP / Boris Grdanoski

Grupo de 432 imigrantes é resgatado pela Guarda Costeira italiana

Nos últimos dias, Itália recebeu centenas de estrangeiros; dados da ONU apontam que mais de 264 mil refugiados cruzaram o Mediterrâneo em 2015

O Estado de S. Paulo

19 de agosto de 2015 | 10h04

ROMA -  Um grupo de 432 imigrantes foi resgatado nesta quarta-feira, 19, pela Guarda Costeira italiana quando estava a bordo de uma precária embarcação que navegava a 240 km do sudeste da Sicília, segundo um dos membros da equipe de resgate.

A ação aconteceu com a ajuda do navio Diciotti, onde agora os estrangeiros viajam com destino a um dos portos italianos que ainda será determinado. Também participaram do resgate o Triton, uma embarcação da Croácia, e a Finanza, da Itália.

Nos últimas semanas, a Itália recebeu diariamente em seus portos centenas de imigrantes, principalmente vindos do norte da África e que foram resgatados no Mediterrâneo.

A Organização das Nações Unidas (ONU) advertiu ontem que o número de imigrantes e refugiados que chegaram à Europa por rotas do Mediterrâneo já é superior a 264 mil em 2015, com uma alarmante aceleração desta crise na Grécia.

Com relação à Itália, 104 mil imigrantes conseguiram chegar ao país desde o início do ano, segundo estatísticas fornecidas pela Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

"Trata-se de uma situação de emergência para a Europa que requer que todos os Estados-membros da União Europeia prestem apoio às autoridades dos países que recebem imigrantes em massa", disse o diretor-executivo da Frontex, Fabrice Leggeri. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.