REUTERS/Carlos Barria
REUTERS/Carlos Barria

Grupo de 54 países africanos exige que Trump se desculpe

Embaixadores se manifestaram profundamente consternados com declarações de americano sobre 'imigrantes de países de merda'

O Estado de S.Paulo

13 Janeiro 2018 | 00h15

NOVA YORK - Um grupo de 54 países africanos 'extremamente consternados' exigiu na sexta-feira, 12, que o presidente norte-americano, Donald Trump, se retrate e peça desculpas por ter condenado a imigração do que ele qualificou de "países de merda", referindo-se a Haiti, El Salvador e nações africanas.

Após uma reunião de emergência para avaliar a resposta aos comentários de Trump, o grupo de embaixadores de países africanos nas Nações Unidas disse estar "preocupado pela contínua e crescente tendência do governo dos EUA de criticar a África e os descendentes de africanos".

O grupo disse estar "extremamente consternado" e que "condena com firmeza os comentários racistas e xenófobos do presidente dos EUA amplamente divulgados pela mídia", acrescentou o comunicado, no qual o grupo exige desculpas de Trump. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.