Grupo de 60 pessoas está isolado em igreja evangélica cubana há três semanas

Familiares estão preocupados depois que um integrante disse que eles estariam dispostos a 'morrer por Jesus'.

BBC Brasil, BBC

15 Setembro 2011 | 08h03

Um grupo de 60 pessoas está vivendo dentro de uma igreja evangélica em Havana, capital de Cuba, há três semanas.

As autoridades disseram que não pretendem intervir, já que todas estão lá por vontade própria, de acordo com a imprensa estatal cubana. O governo mandou uma equipe médica para avaliar o grupo, que possui 19 crianças e quatro mulheres grávidas.

Alguns familiares das pessoas estão preocupados, depois que um dos integrantes do grupo disse que eles estariam "dispostos a morrer por Jesus".

O grupo é liderado pelo pastor Braulio Herrera, que foi expulso da sua Igreja há um ano e meio. O filho do pastor, que está dentro da igreja, disse que o grupo está rezando contra os pecados da ilha, que segundo ele incluem "idolatria ao diabo e homossexualidade".BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.