Grupo de ajuda internacional é atacado e 5 morrem

Militantes islamitas são suspeitos do atentado que aconteceu no noroeste do Paquistão

AP, Efe,

10 de março de 2010 | 03h36

Nesta quarta-feira, 10, quatro homens armados atacaram os escritórios do grupo de ajuda internacional World Vision, cerca de 65 quilômetros de Islamabad, no noroeste do Paquistão, matando cinco pessoas que trabalham na organização, segundo a polícia e a imprensa local.

 

Durante o ataque foram utilizados granadas que atingiram a World Vision, um grupo humanitário cristão, no distrito de Mansehra.

 

A "World Vision", ONG atacada, se descreve em seu site como "uma organização cristã internacional para ajuda, desenvolvimento e assessoria dedicada a trabalhar com crianças, famílias e comunidades para enfrentar a pobreza e a injustiça".

 

O organismo, com sede central nos Estados Unidos, fechou todos seus escritórios no Paquistão após o ataque, segundo o canal de televisão Dawn.De acordo com o oficial da polícia, Mohammad Sabir, todos os mortos são paquistaneses.  Militantes islâmicos são suspeitos do atentado.

 

Outros funcionários da organização no Paquistão foram mortas e enviaram um comunicado dizendo que organizações como está, estão trabalhando contra o islã.

 

Vários grupos de ajuda estrangeiros trabalham no distrito de Mansehra. Eles ajudam a reconstruir a região desde 2005, quando aconteceu um terremoto na região de Kashmir.

 

O terrorismo contra organizações internacionais é frequente no Paquistão, e tanto a ONU como outras ONGs perderam vários de seus trabalhadores, em sua maioria paquistaneses, em ataques nos últimos anos.

 

Mais de 12 mil pessoas morreram em 2009 em fatos violentos no país asiático, segundo relatório do Instituto Paquistanês de Estudos de Paz.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.