Grupo de direitos civis alerta sobre lei do Arizona

O principal grupo de direitos civis dos Estados Unidos emitiu hoje um alerta de viagem para o Arizona, dizendo que a nova lei do Estado contra imigrantes ilegais pode levar a medidas racistas e a detenções sem mandado. O anúncio acontece a poucos dias do feriado de independência de 4 de julho, quando muitos norte-americanos viajam pelo país.

AE-AP, Agência Estado

30 de junho de 2010 | 18h12

Embora a regra só passe a valer a partir de 29 de julho, o escritório da União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU, na sigla em inglês) no Arizona diz ter recebido relatos de que policiais já abordaram pessoas.

Os alertas da ACLU têm como objetivo ensinar as pessoas sobre seus direitos se forem abordadas e interrogadas pela polícia. A lei de Arizona exige que a polícia questione qualquer pessoa sobre seu status imigratório durante ações legais se houver suspeita de que a pessoa é um imigrante ilegal.

Tudo o que sabemos sobre:
leiimigraçãoArizonaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.