Grupo de esquerda rechaça proposta do Mas para governo da Catalunha

Os esforços do presidente em exercício da Catalunha para formar um novo governo regional partidário de tornar-se independente da Espanha sofreram um novo revés, após a formação de esquerda CUP, partidária radical da secessão, reafirmar sua oposição a apoiá-lo como presidente da Generalitat.

Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2015 | 13h22

Artur Mas lidera a coalizão "Junts pel Sí" (Juntos pelo Sim), que conseguiu 62 das 135 vagas do Parlamento regional nas eleições de setembro. Como não conseguiu maioria absoluta, Mas necessita do apoio da Candidatura de Unidad Popular (CUP), que conta com dez representantes, para chegar ao poder.

A CUP já votou contra a candidatura de Mas em duas ocasiões e a assembleia do grupo decidiu no domingo manter essa postura. Apesar disso, concordaram em seguir negociando uma eventual aliança com Mas, que dependeria da nomeação de outro nome para presidir o governo regional. O líder da CUP, Antonio Baños, disse nesta segunda-feira que a decisão dos membros do partido não necessariamente será cumprida e que "tudo está em aberto".

O Parlamento catalão tem até 10 de janeiro para formar governo ou convocar novas eleições. Os partidos pela independência temem que o movimento perca força, caso sejam realizadas novas eleições regionais.

O governo central de Madri descarta qualquer possibilidade de independência regional.

A CUP e o Junts pel Si uniram forças no dia 9 para apoiar a resolução parlamentar que anunciou um cronograma para buscar a independência em 2017. Mas o Tribunal Constitucional da Espanha ordenou que a resolução fosse suspensa temporariamente, após o governo central impugná-la, e advertiu a Mas e seus aliados que eles poderiam responder judicialmente se desafiassem a decisão. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhapolíticaCatalunha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.