Cris BOURONCLE / AFP
Cris BOURONCLE / AFP

Grupo de Lima faz reunião de emergência sobre a crise na Venezuela

Chanceleres dos países devem discutir situação no país caribenho e segurança dos líderes opositores Juan Guaidó e Leopoldo López, libertado de sua prisão domiciliar por militares rebeldes

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de maio de 2019 | 11h00

LIMA - Os ministros das Relações Exteriores do Grupo Lima se reúnem nesta sexta-feira, 3, em Lima para avaliar a crise na Venezuela após a insurreição fracassada de um grupo de militares em apoio ao líder da oposição Juan Guaidó, que o bloco diplomático reconhece como presidente interino.

No encontro, a partir das 15h no Palácio de Torre Tagle, sede do Ministério de Relações Exteriores do Peru, os ministros ou seus representantes abordarão, a portas fechadas, a situação na Venezuela e de Guaidó, que lançou a "Operação Liberdade" na terça-feira para que as forças armadas retirem seu apoio ao presidente Nicolás Maduro para forçar sua renúncia.

A segurança de Guaidó, assim como a do líder da oposição Leopoldo López - libertado na terça de sua prisão domiciliar pelos rebeldes e refugiado na residência do embaixador espanhol em Caracas - é outro dos pontos que serão abordados, disse uma fonte diplomática do Grupo Lima.

A divulgação de uma declaração é esperada a partir das 12h40 (13h40 de Brasília), anunciou o Ministério das Relações Exteriores do Peru. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.