Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Grupo desconhecido promete vingar morte de radicais em Riad

Um grupo até agora desconhecido ameaçou se vingar do Governo saudita pela morte, na última sexta-feira, de seis radicais islâmicos, que as autoridades do país qualificaram de militantes da Al Qaeda.O grupo, que se identificou como Al-Bashaer, apresentou um comunicado nesse sentido, cuja autenticidade não foi possível comprovar, em um site, e a nota foi mostrada posteriormente pelo canal de televisão Al Jazira."Advertimos o Governo saudita e todos os que o ajudem em sua guerra contra o Islã que o que vem será terrível, portanto cuidado, tiranos da família Saud", diz o comunicado. "Mataram nossos irmãos, e em vez de permitir que brilhe a luz da guerra santa, este regime infiel tenta apagá-la", acrescenta o grupo.Segundo o Ministério saudita do Interior, os seis terroristas mortos na última sexta-feira em confrontos com a Polícia em uma área residencial de Riad pertenciam à Al Qaeda. Paralelamente, a Polícia saudita anunciou a detenção de 42 pessoas entre a sexta-feira e o sábado por sua suposta conexão com o grupo radical desmantelado nos enfrentamentos de Riad.Entre os detidos, há dois somalis, um iraquiano e um etíope, enquanto o restante é formado por sauditas. Desde maio de 2003, a Arábia Saudita sofre uma onda de violência liderada por grupos islâmicos radicais, que enfrenta forças sauditas cada vez mais preparadas para conter e desmantelar redes terroristas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.