Grupo desconhecido reivindica atentado contra ONU

Um grupo até agora desconhecido reivindicou o atentado contra a sede da ONU em Bagdá, que causou mais de 20 mortes. O anúncio foi feito por um canal de TV árabe. ?Nós, as Vanguardas Armadas do Segundo Exército de Maomé, reivindicamos responsabilidade pelo ataque a bomba do quartel-general da ONU. Dizemos com orgulho que não hesitamos em derramar o sangue dos cruzados?, diziam uma declaração datilografada apresentada pela rede Al-Arabiya. A estação depois enviou uma cópia por fax à Associated Press.A Al-Arabiya diz ter recebido a declaração nesta quinta-feira, mas não explica como ou onde obteve o texto, que também promete continuar a enfrentar os estrangeiros no Iraque e a executar ações semelhantes. Declarações de supostos grupos armados vêm se multiplicando no mundo árabe nos últimos meses. Autoridades americanas dizem que é difícil saber se realmente há organizações ativas por trás de cada alegação do tipo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.