Grupo dissidente diz que Irã está construindo nova instalação nuclear

Em 2002, NCRI expôs a estação de enriquecimento de urânio em Natanz; ONU afirma que vai analisar alegação

O Estado de S. Paulo,

11 de julho de 2013 | 16h46

Um grupo de oposição exilado disse nesta quinta-feira, 11, que obteve informações sobre uma instalação nuclear subterrânea secreta que está sendo construída no Irã, sem especificar que tipo de atividade atômica seria realizada ali.

O Conselho Nacional de Resistência do Irã (NCRI), dissidente, expôs a instalação de enriquecimento de urânio em Natanz e uma instalação de água pesada em Arak em 2002.

Sua nova alegação atraiu uma resposta internacional cautelosa: a agência nuclear da ONU e a França - uma das seis potências mundiais que tentam resolver a disputa nuclear com o Irã diplomaticamente - apenas disseram que iriam analisar a questão. "Estamos avaliando essa informação, como fazemos com todas as informações relacionadas ao programa nuclear iraniano", disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da França.

Em 2010, quando o NCRI disse haver evidências de outra instalação nuclear secreta a oeste da capital Teerã, autoridades americanas disseram que conheciam o local havia anos e não tinham razão para acreditar que fosse nuclear.

A última acusação foi feita menos de um mês depois da eleição de um moderado, Hassan Rouhani, para a presidência do Irã, o que aumentou a esperança de uma solução da disputa nuclear com o Ocidente, e pode ter sido feita para desacreditar o otimismo.

Teerã afirma que seu programa de energia nuclear é inteiramente pacífico e rejeita acusações de EUA e Israel de que busca capacidade para construir armas nucleares./ REUTERS

 
Tudo o que sabemos sobre:
Irãprograma nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.