Grupo diz que mais de 120 mil morreram em guerra síria

O Observatório Sírio pelos Direitos Humanos disse que mais de 120 mil pessoas foram mortas desde o início da guerra civil na Síria, quase três anos atrás.

Agência Estado

31 de outubro de 2013 | 14h24

O grupo, que tem sede em Londres e acompanha os acontecimentos em território sírio por meio de uma rede de ativistas, informou que 120.296 pessoas morreram em decorrência da violência no período, dentre elas 6.365 crianças.

Do lado do governo, a organização afirma que 29.954 dos mortos eram membros das forças do presidente Bashar Assad; 18.678 eram combatentes pró-governo e 187 eram militantes do grupo militante libanês Hezbollah.

O documento do grupo ativista diz também que dentre os mortos há 2.202 desertores do Exército e 5.375 combatentes da oposição, muitos dos quais estrangeiros.

Em 25 de julho, a Organização das Nações Unidas estimou em 100 mil o número de mortos no conflito, que começou em março de 2011 e desde então não atualizou os números. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriaviolênciamortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.