Grupo do Estado Islâmico mata 50 pessoas no Iraque

Extremistas do grupo do Estado Islâmico mataram ao menos 50 pessoas entre homens, mulheres e crianças, na província Anbar, no Iraque, neste domingo, segundo oficiais.

ASSOCIATED PRESS, Estadão Conteúdo

02 Novembro 2014 | 08h17

O ataque contra a tribo sunita de Anbar aconteceu em um vilarejo de Ras al-Maa, ao norte de Ramadi.

No local, o grupo militante matou ao menos 40 homens, seis mulheres e quatro crianças. As vítimas foram alinhadas e mortas uma a uma. Outras 17 pessoas foram sequestradas pelo grupo militante.

O Estado Islâmico invadiu grande parte da província de Anbar, com o objetivo de expandir seu território no Iraque e na Síria. Oficiais do governo iraquiano e da coalizão liderada pelos Estados Unidos que combatem os extremistas disseram repetidamente que as tribos iraquianas são elementos principais na luta contra o grupo, já que seus integrantes são capazes de penetrar áreas inacessíveis a ataques aéreos e terrenos. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Estado IslâmicoIraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.