Grupo dos EUA pede que Botox venha com advertência sobre riscos

Um grupo norte-americano de defesado consumidor está lutando para que injeções anti-rugas do tipoBotox venham com uma advertência chamativa sobre o risco de atoxina botulínica se espalhar pelo corpo. Segundo o grupo, 16pessoas já morreram em consequência da substância. O Public Citizen pediu às autoridades dos EUA a colocaçãodo aviso nas embalagens do Botox, da Allergan, e do Myobloc, daSolstice. A substância é famosa por amenizar as rugas, mastambém é usada para tratar problemas musculares no pescoço. Segundo a entidade, a análise de 180 registros de problemasà FDA, entidade que regulamenta os remédios nos EUA, mostrouproblemas como fraqueza muscular, dificuldade de deglutição epneumonia por aspiração. Os laboratórios não haviam comentado areivindicação. Dezesseis dos casos registrados foram de mortes, entre elesquatro crianças, disse a Public Citizen. Alguns pacientes foraminternados. Segundo Sidney Wolfe, da Public Citizen, osproblemas podem acontecer se a toxina botulínica for para oesôfago, causando paralisia parcial. O grupo quer, além da advertência na embalagem, que sejaenviada uma carta para os médicos explicando os riscos. (Reportagem de Lisa Richwine)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.