Grupo iraquiano ameaça decapitar 30 estrangeiros

Um grupo que se diz chamar Brigada dos Mártires Ahmed Yassin, na cidade de Ramadi, a oeste de Bagdá, alega em um vídeo que tem 30 reféns estrangeiros em seu poder, e que eles serão decapitados se o cerco a Faluja não for levantado. As imagens, no entanto, não mostram nenhum refém. Segundo o grupo, as vítimas são ?japoneses, búlgaros, americanos, israelenses, espanhóis e coreanos?.O locutor do vídeo diz que a Brigada matou quatro soldados americanos. As imagens mostram um cadáver com roupas ensangüentadas, que seria de um dos soldados, mas não aparecem marcas ou características que permitam definir a nacionalidade do morto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.