Grupo iraquiano liberta mais 2 reféns japoneses

Os dois últimos reféns japoneses capturados no Iraque foram libertados, encerrando nove dias de tensão no Japão, país que tem mostrado divisões sobre o envio de tropas para o território iraquiano. Os dois - o trabalhador humanitário Nobutaka Watanabe, de 36 anos, e o jornalista "free-lance" Jumpei Yasuda, de 30 anos - estavam desaparecidos desde quarta-feira, seqüestrados pelos insurgentes que combatem as forças de ocupação lideradas pelos Estados Unidos.Informações iniciais sobre a libertação dos dois reféns japoneses foram divulgadas pela rede de TV Al-Jazira, do Catar, que mais tarde exibiu suas imagens na mesquita onde estiveram cativos. Watanabe disse à TV japonesa NHK que eles não estavam feridos e foram bem tratados.O primeiro-ministro do Japão, Junichiro Koizumi, manifestou seu alívio pela segunda libertação de reféns japoneses no Iraque em três dias. "Sinto-me contente e estou certo de que as famílias também estão aliviadas", disse Koizumi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.