Grupo ligado à Al-Qaeda ameaça atacar o Irã

Um grupo islâmico ligado à rede extremista Al-Qaeda prometeu atacar alvos ligados ao Irã e ao Hezbollah em retaliação à recente morte de seu líder no Líbano.

AE, Agência Estado

14 de janeiro de 2014 | 13h01

Em mensagem disseminada hoje pelo Twitter, as Brigadas Abdullah Azzam acusaram o Hezbollah pela morte do saudita Majid al-Majid.

Líder das Brigadas Abdullah Azzam, ligadas à Al-Qaeda, Majid foi detido pelo exército libanês no mês passado. Dias depois, autoridades locais disseram que ele faleceu em um hospital de Beirute em decorrência de uma doença crônica. Segundo a mensagem do grupo islâmico, a saúde de Majid deteriorou-se na prisão.

Os extremistas sunitas do Líbano acusam o exército do país de ser cúmplice do Hezbollah, que por sua vez conta com o suporte do Irã. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãAl-QaedaHezbollahLíbanoameaça

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.