Grupo ligado à Al-Qaeda ameaça Israel com gravação em hebraico

Mensagem tem erros de pronúncia e gramática; ameaça se deve à morte de militantes palestinos

Efe

18 de novembro de 2010 | 13h06

JERUSALÉM - O grupo Ansar al-Sunna, que mantém ligações com a organização terrorista Al-Qaeda, divulgou nesta quinta-feira, 18, uma mensagem de ameaça a Israel gravada em hebraico num site islâmico.

 

Desta vez, os extremistas optaram por ameaçar os israelenses em seu próprio idioma com uma gravação disponível no site "Orgulho do Islã" (www.shamikh1.net), com vários erros gramaticais e de pronúncia.

 

"Em nome de Alá, em nome do todo-poderoso, clemente. Nossa mensagem aos judeus agressores, os que matam nossos irmãos não nos farão cessar a Jihad contra vós", lê uma voz grave e distorcida.

 

"Não conhecereis a segurança. Nossos foguetes seguirão se Deus quiser se não saís da terra da Palestina. Que saibais que vossos cidadãos não se sentirão seguros em nenhum lugar se Deus quiser", disse a voz, que também mencionou que a ameaça se deve à morte dos milicianos palestinos Mohammed Nimnim e Islam Yassin pelo Exército israelense.

Tudo o que sabemos sobre:
Al-Qaedaterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.