Grupo opositor acusa Irã de comprar esboço de bomba nuclear

O Irã comprou no mercado negro plantas de uma bomba nuclear - da mesma rede que teria fornecido à Líbia seus diagramas - e continua a enriquecer urânio apesar de ter se comprometido a suspender o uso da tecnologia que pode ser empregada na fabricação de armas atômicas, disse um grupo de oposição iraniano nesta quarta-feira. Farid Soleimani, membro da Assembléia Nacional para a Resistência do Irã, disse que os esboços foram fornecidos por Abdul QadeerKhan, paquistanês que lidera uma rede nuclear ligada aos programas clandestinos do Irã e da Líbia. Soleimani disse que os esboços e o material sobre como fazer armas nucleares foi passado aos iranianos entre 1994 e 1996.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.