Grupo planejou ataque a israelenses, diz premiê

Um homem-bomba que matou cinco turistas israelenses na semana passada na Bulgária teve ajuda de um grupo organizado para planejar e realizar o atentado, disse ontem o primeiro-ministro búlgaro, Boiko Borisov. Ele se reuniu em Sófia com John Brennan, assessor de contraterrorismo do governo americano, e disse que o ataque foi tramado por "gente extremamente experiente" em conspirações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.