Grupo quer protesto todo sábado

A Coordenação Nacional para a Mudança e a Democracia na Argélia (CNCD), organização de oposição, anunciou ontem que convocará protestos para todos os sábados contra o governo de Abdelaziz Bouteflika. "Foi apenas o princípio", afirmou à France Presse Fodil Boumaia, um dos porta-vozes da organização.

Andrei Netto, O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2011 | 00h00

Os eventuais protestos na Argélia também tendem a criar um novo embaraço diplomático para o Ocidente, que faz vistas grossas às suspeitas de fraudes nas eleições de Bouteflika, escolhido presidente em 2004, com 84,99% dos votos, e 2009, com 90,24%.

Bouteflika é aliado da Europa e exerce forte repressão aos grupos islâmicos do país, inclusive à organização terrorista Al-Qaeda do Magreb Islâmico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.