Grupo radical líbio Ansar al-Shariah anuncia morte de líder

Mohammed al-Zahawi é acusado pelo ataque ao consulado dos Estados Unidos em Bengazi,em setembro de 2012, que matou o embaixador Chris Stevens e outros três americanos

O Estado de S. Paulo

24 de janeiro de 2015 | 17h33

TRÍPOLI - O grupo radical islâmico líbio Ansar al-Shariah anunciou neste sábado, 24, que seu líder, Mohammed al-Zahawi, foi morto. A declaração, publicada na conta oficial do grupo no Twitter, não dá detalhes sobre como ou quando Al-Zahawi foi morto. Na mensagem, o grupo oferece condolências e promete vingar a morte do líder.

O Ansar al-Shariah é acusado pelo ataque ao consulado dos Estados Unidos em Benghazi,em setembro de 2012, que matou o embaixador Chris Stevens e outros três cidadãos americanos. Os EUA classificaram o grupo como organização terrorista em janeiro de 2014.

A Organização das Nações Unidas também classificou o Ansar al-Shariah como organização terrorista, em novembro. Segundo a ONU, o grupo opera campos de treinamento para combatentes estrangeiros que estão indo para a Síria, o Iraque e Mali. / ASSOCIATED PRESS

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaAnsar al-Shariahlídermorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.