Grupo seqüestra 30 pessoas em mercado de Bagdá

Cerca de 30 comerciantes iraquianos foram seqüestrados nesta quinta-feira por um grupo armado, em um mercado do centro de Bagdá, informaram fontes do Ministério do Interior.De acordo com as testemunhas, os seqüestradores, que vestiam um uniforme similar ao da polícia iraquiana, cercaram o mercado da região de Al Sinik, invadiram várias lojas e levaram cerca de 30 pessoas.Os seqüestradores chegaram ao local por volta das 11h (6h em Brasília) em veículos similares aos utilizados pelas forças Al Maghauir, um corpo de elite do Ministério doInterior. Os presentes no local pensaram, em princípio, que se tratava de uma operação policial. Quando alguns deles ligaram para o Ministério do Interior para protestar, foram informados de que "no local, não havia nenhuma força policial naquele momento".Nos últimos meses, os seqüestros em massa se transformaram em algo freqüente no Iraque e várias autoridades os vinculam às ações de violência sectária que atingem o país. Em outubro, dezenas de empregados do Ministério da Educação foram seqüestrados em circunstâncias similares em Bagdá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.