Grupo sequestra nove policiais no México; apenas um sobrevive

Oficiais haviam partido para missão quando foram interceptados por cerca de 30 homens armados

Agência Estado e Efe,

18 de setembro de 2010 | 19h41

Oito policiais morreram a tiros e outro ficou ferido após uma emboscada contra forças de segurança do estado mexicano de Guerrero, informaram neste sábado, 18, fontes oficiais.

 

Os nove policiais haviam partido para uma missão de identificar um cadáver de um homem assassinado na comunidade de El Revelado, no município de Teloloapán, a 265 quilômetros ao sul da capital mexicana, quando foram interceptados por um grupo formado por entre 30 e 40 homens armados.

 

O último contato do grupo com os superiores ocorreu às 17h de ontem (hora local). Dois cadáveres foram encontrados perto desse lugar.

 

O diretor da Polícia Investigadora Ministerial (PIM), Fernando Monreal Leyva, disse à Efe que os outros seis corpos e o agente ferido foram encontrados na cidade de Acapetlahuaya, cerca de 15 quilômetros de onde ocorreu a emboscada.

O governo mexicano já informou que nessa zona os cartéis do Golfo e Los Zetas disputam o controle do tráfico com uma terceira quadrilha, La Familia.

 

A violência atribuída ao crime organizado e ao narcotráfico já matou mais de 28 mil pessoas no México desde dezembro de 2006, quando o presidente Felipe Calderón lançou uma ofensiva militar contra os cartéis das drogas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.