Grupos beneficentes dos EUA cortam fundos para islâmicos

Três grupos dos EUA que financiam iniciativas beneficentes - entre eles um dos colossos do setor, o Fidelity Investments - decidiram bloquear todas as doações destinadas a associações de caridade islâmicas nos EUA. O governo Bush tomou, nos últimos dias, a iniciativa de congelar as atividades da Fundação Terra Santa - uma sociedade beneficente com base no Texas e com sedes em diversas cidades americanas, acusada pelos EUA de financiar atividades terroristas do Hamas. Com a quantia de US$ 1,1 bilhão arrecadada no ano passado, o fundo beneficente Fidelity Investments fica atrás apenas do Exército da Salvação nos EUA. Após 11 de setembro, o grupo já havia incluído o Terra Santa e outras 11 organizações muçulmanas sem fins lucrativos em sua "lista de observação", tornando mais difíceis os procedimentos para enviar para o Oriente Médio os fundos recolhidos nos EUA.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.