Grupos de partidários e opositores de Morsi se enfrentam no Cairo

Moradores favoráveis ao novo governo militar jogaram pedras e garrafas contra manifestantes

O Estado de S. Paulo,

13 de agosto de 2013 | 10h28

CAIRO - A polícia do Egito usou gás lacrimogêneo para dispersar confrontos entre partidários e opositores do presidente deposto Mohamed Morsi em um bairro central do Cairo, nesta terça-feira, 13.

O enfrentamento começou, de acordo com um agente de segurança, quando dezenas de afiliados da Irmandade Muçulmana, de Morsi, entraram no prédio do Ministério de Doações e a polícia ordenou que deixassem o local.

Em seguida, os manifestantes pró-Morsi foram atacados ao marcharem. Defensores do novo governo instalado por militares arremessaram pedras e agarrafas contra os manifestantes a partir das varandas. A polícia então disparou gás lacrimogêneo para dispersar a manifestação.

Mulheres e crianças fugiram do local em pânico. Dois homens armados com machetes foram vistos perseguindo manifestantes.

Os partidários de Morsi pedem sua volta ao poder. O presidente foi destituído pelos militares em 3 de julho e agora é mantido em prisão domiciliar./ DOW JONES e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoMohamed Morsi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.