Grupos dissidentes tentam mobilizar sociedade cubana

Mais de 300 grupos de dissidentes cubanos estão formando uma espécie de parlamento de oposição, com o objetivo de desenvolver a incipiente sociedade civil do país, informou a principal organizadora do movimento, Marta Beatriz Roque. Segundo ela, entre as 321 entidades reunidas na Assembléia para Promover a Sociedade Civil estão de organismos de defesa dos direitos humanos até associações de trabalhadores que operam à margem do regime comunista da ilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.