REUTERS/Amir Cohen
REUTERS/Amir Cohen

Grupos palestinos anunciam cessar-fogo com Israel

No domingo, a Faixa de Gaza e o território israelense que a cerca se tornaram o cenário do confronto mais intenso entre o Exército de Israel e grupos armados palestinos desde a guerra de 2014

O Estado de S.Paulo

13 Novembro 2018 | 17h11

JERUSALÉM - Grupos palestinos, incluindo o movimento islamita Hamas, no poder na Faixa de Gaza, anunciaram nesta terça-feira, 13, um cessar-fogo com Israel alcançado com apoio do Egito, e indicaram que ele será cumprido se o Estado hebreu o respeitar.

"Os esforços do Egito tornaram possível alcançar um cessar-fogo entre a resistência e o inimigo sionista, e a resistência irá respeitá-lo enquanto o inimigo sionista o fizer", anunciaram os grupos em um comunicado conjunto. No momento, nenhuma confirmação foi obtida de Israel, ainda que não costume comentar anúncios desse tipo.

No domingo, a Faixa de Gaza e o território israelense que a cerca se tornaram o cenário do confronto mais intenso entre o Exército de Israel e grupos armados palestinos desde a guerra de 2014.

Os grupos palestinos dispararam centenas de foguetes e granadas de morteiro na direção de Israel. O Exército israelense atacou dezenas de posições do Hamas e da Jihad Islâmica.

O braço armado do Hamas informou que estava agindo em represália a uma incursão das forças especiais israelenses no domingo, que deixaram sete mortos entre membros das forças palestinas, além de um soldado israelense.

"A resistência se defendeu e defendeu seu povo contra a agressão israelense", disse em um comunicado o líder do Hamas, Ismail Haniyeh./AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.