Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Guantánamo: Pelo menos 92 detentos em greve de fome

Pelo menos 92 prisioneiros mantidos pelos Estados Unidos na carceragem da base naval de Guantánamo estão em greve de fome, admitiu nesta quarta-feira o exército norte-americano.

AE, Agência Estado

24 de abril de 2013 | 14h13

A nova cifra, calculada pela equipe médica da base naval mantida pelos EUA em Cuba, indica que mais da metade dos detentos está agora em greve de fome.

Desde o início de abril, no entanto, advogados dos detentos afirmam que o número supera 130. Segundo os EUA, 166 pessoas estão detidas em Guantánamo.

Os prisioneiros iniciaram a greve de fome em protesto contra o fato de estarem presos por tempo indeterminado com base em vagas acusações de "terrorismo". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAGuantánamogreve de fome

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.