Guarda de aeroporto é morto no Paquistão

Cinco pistoleiros assassinaram um guarda de segurança durante um tiroteio iniciado quando eles tentavam forçar a entrada do principal prédio do aeroporto da cidade paquistanesa de Quetta, informou hoje a polícia. O chefe policial Abid Ali disse que o motivo do ataque, ocorrido à meia-noite de ontem, ainda é desconhecido. No entanto, a segurança no aeroporto foi reforçada depois que os Estados Unidos iniciaram sua campanha militar contra o Afeganistão, em 7 de outubro. Milhares de refugiados afegãos moram em Quetta, muitos deles desde a invasão soviética, em 1979. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.