Guarda Nacional Venezuelana ocupa fábrica da Coca-Cola

As tropas da Guarda Nacional da Venezuela tomaram o controle da fábrica de engarrafamento de água e refrigerantes da Panamerican Beverages Inc, ou Panamco, fabricante da Coca-Cola no país. A Panamco está parada há 47 dias em adesão ao locau te geral conta o presidente Hugo Chávez. Tropas fortemente armadas chegaram à fábrica com representantes da ouvidoria pública e do órgão de defesa do consumidor do governo, a Indecu, e disseram que eles pretendem distribuir os produtos para aliviar a escassez gerada pelo locaute. Romulo Salazar, gerente de vendas da Panamco, disse em entrevista à uma rádio local que a ação é ilegal porque a Coca-Cola não é considerada um produto de "primeira necessidade", cuja falta Chávez disse que resultaria em confisco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.