Guarda Republicana mantém armas químicas, diz NYT

As armas químicas iraquianas foram transportadas para a Divisão Medina, uma das divisões da Guarda Republicana iraquiana que protege as cercanias de Bagdá, informaram oficiais do Exército dos EUA, citando relatos de prisioneiros. A informação foi publicada no The New York Times. De acordo com os oficiais, há grande expectativa de que o exercito de Saddam Hussein utilize essas armas contra a coalizão nas proximidades de Bagdá. Os serviços de inteligência dizem que entre as armas estão gás mostarda e sarin e agente letal de nervos.Veja o especial:

Agencia Estado,

28 de março de 2003 | 09h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.