Guardas turcos matam civis sírios que cruzavam fronteira ilegalmente

Guardas de fronteira turcos atiraram e mataram pelo menos 11 civis sírios que tentavam entrar na Turquia ilegalmente, neste domingo, informaram grupos de ativistas contrários ao governo.

DOW JONES NEWSWIRES, Estadão Conteúdo

19 Junho 2016 | 12h53

Muitos dos mortos e também dos feridos eram mulheres e crianças. Num vídeo supostamente gravado na sequência do tiroteio e lançado online por ativistas sírios, uma mulher embalou uma bebê ferida e pediu para que alguém tratasse a criança. Quando a informam de que a menina está morta, ela começa a gritar. O vídeo não pôde ser avaliado de forma independente.

A Turquia tem gradualmente apertado o cerco contra o que antes era uma fronteira facilmente atravessada, depois que passou a ficar sob pressão dos países ocidentais.

Mais conteúdo sobre:
TURQUIAIMIGRAÇÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.