Guardas turcos matam civis sírios que cruzavam fronteira ilegalmente

Guardas de fronteira turcos atiraram e mataram pelo menos 11 civis sírios que tentavam entrar na Turquia ilegalmente, neste domingo, informaram grupos de ativistas contrários ao governo.

DOW JONES NEWSWIRES, Estadão Conteúdo

19 de junho de 2016 | 12h53

Muitos dos mortos e também dos feridos eram mulheres e crianças. Num vídeo supostamente gravado na sequência do tiroteio e lançado online por ativistas sírios, uma mulher embalou uma bebê ferida e pediu para que alguém tratasse a criança. Quando a informam de que a menina está morta, ela começa a gritar. O vídeo não pôde ser avaliado de forma independente.

A Turquia tem gradualmente apertado o cerco contra o que antes era uma fronteira facilmente atravessada, depois que passou a ficar sob pressão dos países ocidentais.

Tudo o que sabemos sobre:
TURQUIAIMIGRAÇÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.