Guerra ameaça o futuro da humanidade, alerta o papa

O papa João Paulo II disse neste sábado que a guerra no Iraque "ameaça o futuro da humanidade", na primeira declaração pública dele desde o início dos ataques contra o regime de Saddam Hussein."Quando uma guerra como esta no Iraque ameaça a sorte da humanidade é mais urgente proclamar com a voz forte e decidida que só paz é o caminho para construir uma sociedade mais justa e solidária,", afirmou o Pontífice a jornalistas da emissora católica Telepace. "Nunca a violência e as armas podem resolver os problemas dos homens".Desde o início dos ataques o papa não havia feito comentários oficiais sobre a guerra, embora seus colaboradores tenham relatado a dor, a desilusão e a frustração de João Paulo II com a ação militar. Antes da guerra o papa realizou intensas conversações diplomáticas na tentativa de encontrar uma saída para evitar o confronto. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.